domingo, 8 de fevereiro de 2004

Voltei, voltei...

As desculpas não eram muitas, sequer inventadas. Mas, de fato, faz tempo que não escrevo por aqui. Porém acabei me inspirando em meu último post pra tornar esse blog atualizado de maneira mais constante.

Como assim?, você pergunta. Ninguém sabe, mas escrevi o poeminha abaixo no meu trabalho. Sou bancário - ou melhor, ESTOU bancário - e de 8 às 10 da manhã dou meu plantãozinho no hall com máquinas de saque. É isso mesmo, ajudando milhões de velhinhos diariamente, traduzindo para a língua terráquea o que diz ali no extrato... E num dia de pouco movimento, rabisquei num canto da prancheta o meu Anseio. Referia-se a minha situação profissional atual.

Mas por que ele me inspirou?, você pergunta de novo. Porque não fiquei esperando a melhor situação pra escrevê-lo, pra desabafar nas letras, pra desenvolver meu talentozinho. E o Lessog estava sofrendo disso: procrastinação. Em português javélico, empurrar com a barriga. Tive suspeita de tendinite, a tão conhecida falta de tempo, o fantasma do ter-que-estudar. E nada de blog atualizado.

Também havia meu pensamento metido a organizadinho que havia baixado uma lei invisível no Lessog: apenas artigos opinativos sobre fatos conhecidos, divulgados na mídia em geral. Tom pessoal? Nããão! Isso todo blog tem. Aqui é o lugar pra originalidade! (Não sei se um blog desatualizado é tão original assim...)

Posto isso, saibam meus queridos leitores (sim, existem, a caixa de comentários é a certidão de nascimento deles!) que escreverei aqui quando der na telha. Dizem que se você não bota pra fora sua raiva pode vir a ter câncer. Se eu não escrever quando a inspiração me seqüestrar, ficarei claustrofóbico no cativeiro. Logo, os temas vão variar mais. Hoje, por exemplo, escrevo sobre voltar a escrever. Uma metalinguagem não faz mal a ninguém...

Mas estou de volta! O tom pessoal, o quase-diário vem dividir espaço com minha verve jornalística e opinativa sobre tudo e todos. Peço que o habitante por trás das janelas de sua alma se aprochegue e não se apoquente. Não haverá arrependimento por tascar as pupilas no Lessog. E fique atento, porque daqui a um tempinho (sem força de expressão) tem post novo. E tenho escrito.

Um comentário:

Valdir disse...

Ola meu jovem. Vc por acaso sabe como sofre as pessoas com tendinite.
No banco em que vc trabalha tem funcionarios com esta doença?
Eu trabalho com um cientista nesta área, eu percebi que até mesmo o sindicato de vcs, não estam nem ai com vcs,fui no sind.dos bancarios na rua sáo bento,já faz 2 anos e até agora não recebi noticias ,eu acho que pra eles tanto faz vcs estiverem doentes,o q emporta é vcs paguem o sindicatos.
Eu poço mandar um laudo cientifico pra vc. o meu email é valdir.floripa@gmail.com o meu msn é valdir,floripa@yahoo.com.br
Obr. e tenha uma ótima semana.