domingo, 26 de outubro de 2008

O prefeito da metade


A foto mostra o eleitor mais feliz de Eduardo Paes, o que viu todos os seus esforços (lícitos ou não) recompensados ao final do pleito. Agora, os governos do Estado e da Prefeitura do Rio de Janeiro estarão unidos.

Para a metade que elegeu Paes por pouco, depois não reclamem se os interesses políticos de Sergio Cabral e Duda forem mais importantes do que as urgências da população. Ambos são nomes fortes para as eleições de 2010 (Cabral talvez vice de uma chapa presidencial, Paes possível nome para o governo do Estado).

Não reclamem também se Paes governar para os que já são bem favorecidos: se a passagem do ônibus aumentar sem muita justificativa, em prol da máfia dos donos de linhas, ou se apenas a Zona Sul tiver a atenção devida por um prefeito.

Fiquem quietinhos também se correligionários envolvidos com milícias e outros delitos (e arrebanhadores de votos) forem deixados em paz por Paes (ops!), como tantos no PMDB. E não finjam surpresa se ele escolher secretários a partir de indicação política, pois essa idéia Duda só resolveu abandonar após o sétimo debate, uma vez que Gabeira tinha ganhado simpatia do eleitor ao martelar o tema (não aceitar indicações) desde o primeiro confronto dos dois.

Se faltar criatividade, se as soluções para a valorização da cultura carioca como um todo forem frias e técnicas, não chiem. Eduardo Paes sabe o que faz, desde que faça do jeito que sempre fez: tecnicamente. Se preferiram um síndico, não adianta reclamar do preço do condomínio.

E eu, que faço parte da minoria derrotada, vou dormir em paz. Com a sensação intocável de não ter desperdiçado meu voto.

ATUALIZAÇÃO: Na verdade, as expectativas políticas de Cabral para 2010 estão na reeleição, e não numa vaga pra vice. Sendo que Eduardo Paes seria um grande cabo eleitoral.

E não estou só no voto a Gabeira: Ricardo Noblat resumiu bem o que pensa a outra metade do Rio de Janeiro.

Ah, e aqui estão as promessas de Paes, pra serem cobradas por todos os cidadãos cariocas.

4 comentários:

Entre brisas e tempestades disse...

É, meu caro Lessa... tb estou indignada e confesso meu lado anti-democrático: tô com raiva da metade "burra" da população, que reproduziu sem refletir o discurso populista de que ele conhece muito bem a zona oeste (até se candidatar devia conhecer só a Barra, no máximo Recreio) e que está verdadeiramente interessada nos menos favorecidos. Inacreditável pensar que chegamos tão perto... BeijO!

André Marques disse...

Uma das promessas já foi descumprida: http://oglobo.globo.com/pais/eleicoes2008/mat/2008/10/27/paes_abre_governo_partidos_aliados_que_apresentarao_nomes_para_secretariado-586152756.asp

Priscila (catita) disse...

Tô contigo, e não abro!! :)

Bjo

paulocassiano disse...

Agora (que o Paes ganhou), ajoelha e ora!